O que fica de quem morre? E o que fica pra quem morre? A Ghost Story é uma produção independente americana, exibida no Festival de Sundance deste ano, escrita e dirigida por David Lowery. Conta com as atuações de Casey Affleck e Rooney Mara como personagens principais e narra a história de um casal que vive em uma casa um tanto quanto isolada, até que o personagem interpretado por Affleck morre em um acidente de trânsito.

 

 

Mais do que um filme que trata do doloroso processo de luto que precisa ser elaborado para quem fica, é um filme que retrata a passagem do tempo. Às vezes o tempo sendo longo e doloroso, representado na cena em que Mara come uma torta por longos minutos. E às vezes de uma velocidade que não temos controle e da qual somos meros espectadores. Também, de um modo muito inusitado e ousado, trabalha o ponto de vista de quem foi. O outro lado da morte. Um homem tentando se desprender do seu passado e elaborar seu próprio fim.

 

O diretor é capaz de, em 90 minutos, nos paralisar e angustiar com cenas longas, além de nos presentear com a mágica da passagem do tempo. A fotografia utiliza uma composição de cores frias retratando os momentos vividos por aquele que se torna um fantasma e contrapõe com as cores quentes retratando a vida daqueles que ainda não se foram.

 

 

Não é um filme fácil de ser digerido. Assim como a morte. Mas é sensível e inovador. Com poucos e certeiros diálogos e uma trilha sonora em constante harmonia, A Ghost Story é uma experiência cinematográfica que não deve deixar de ser sentida. Uma visão delicada sobre a experiência de quem morre, a vida de quem fica e o tempo.

 

Trailer: