“Se você for protegido das coisas obscuras, não terá nenhuma defesa quando elas aparecerem” Neil Gaiman.

 

Para mim, o terror é um mecanismo para viver melhor. Me sinto viva depois de assistir a um filme ou de ler um livro que me provocou arrepio. Não fico paralisada com uma história cruel, porque sempre entendi que a realidade humana é mais aterradora.

 

É claro que esse é o meu sentimento. Cada um tem uma relação com os medos e os terrores. Qualquer que seja o seu, convido para que veja essa lista pessoal de alguns livros dos quais gosto e que atravessam esse universo.

 

Contos de Horror – Histórias para [não] ler à noite – Mary Cholmondeley, Charles Dickens, Mary E. Braddon, Arthur Conan Doyle e Edgar Allan Poe

 

Reúne cinco contos de horror. Acho democrático que contenha histórias de autores consagrados e também de pouco conhecidos (o caso de Mary Cholmondeley e Mary E. Braddon).

 

Antes de ler esse livro é preciso saber que histórias antigas de terror costumam brincar bastante com o imaginário. Esses contos não vão te tirar o sono, mas vão te levar com muita sutiliza para as profundezas da alma humana.

 

lp1

 

Lugar Nenhum – Neil Gaiman

 

Não pode ser chamado de livro de terror por ter território maior no fantástico. Mas a tensão e o nojo são inevitáveis.

 

A Comédia Trágica ou a Tragédia Cômica de Mr. Punch – Neil Gaiman

 

Esse não evita de causar assombro. As ilustrações medonhas de Dave Mckean ajudam na contemplação desse universo macabrento de fantoches.  

 

Cemitério Maldito – Stephen King

 

Para mim, o suprassumo da literatura trash. King consegue que você sinta o cheiro da podridão.

 

Capa_Misery.indd

 

Misery – Stephen King

 

Um misto de suspense, terror e horror. Até agora o melhor de King para mim.

 

O silêncio dos inocentes – Thomas Harris

 

Quem não conhece Hannibal Lecter não tem parâmetro de vilão. Perturbador.

 

Entrevista com o vampiro – Anne Rice

 

Um dos melhores universos vampirescos que conheço. Todo o clima nebuloso e barroco que uma boa história de vampiro exige.

 

lp3

 

O exorcista – William Peter Blatty

 

De longe o livro mais assustador que já li. Brinca com o dúbio, a melhor maneira de perturbar as pessoas.

 

Relações de Sangue – Martha Argel

 

A autora brasileira fez pensando no público jovem e acho sua história muito mais feliz que as de Stephenie Meyer. Ela conseguiu conduzir uma história verossímil de vampiros e o melhor de tudo, no Brasil.

 

Precisamos falar sobre o Kevin – Lionel Shriver

 

Também não se encaixa no gênero de terror. Mas extremamente atordoante. Apresenta-nos o desenvolvimento de um psicopata e olhar da mãe sobre sua criatura.