Para quem ainda não sabe, Mad Max – Estrada da Fúria é um dos melhores momentos do cinema blockbuster de 2015. Além de ser um excelente filme em vários aspectos, principalmente técnicos, traz uma protagonista digna do hall das grandes heroínas cinematográficas. Aproveitando a deixa, resolvi listar outros cinco exemplos de mulheres que também não fazem feio em filmes de ação. Mulheres que não precisam mostrar um corpo bonito para chamarem a atenção e são totalmente independentes de suas atitudes.

 

5. Sarah Connor em Exterminador do Futuro 2 – Julgamento Final:

 

Mulheres2

 

No primeiro filme, Sarah Connor (Linda Hamilton) ainda é uma mulher assustada com a surrealidade da situação que a rodeia. Apenas na continuação, James Cameron a transforma em sua típica guerreira badass que enfrenta o novo vilão T-1000 de frente, sendo auxiliada pelo ex-antagonista T-800.

 

4. Katniss Everdeen em Jogos Vorazes (a franquia):

 

THE HUNGER GAMES: MOCKINGJAY -

 

A juventude precisava de um modelo feminino forte nos cinemas, após a desastrosa personagem Bella de Crepúsculo. É verdade que se tem Hermione Granger, porém a bruxa ainda compartilha sua importância com o personagem principal Harry Potter, por isso Katniss Everdeen (Jennifer Lawrence) é o melhor exemplo de uma grande protagonista nos filmes infanto-juvenis. Uma classificação até discutível, já que os longas tem um clima cada vez mais sombrio e complexo conforme o desenvolvimento. A verdade é que Katniss domina Jogos Vorazes do começo ao fim com seu arco e flecha e muita personalidade.

 

3. Trinity em Matrix (o clássico de 1999):

 

Mulheres6

 

O que mais gosto na Trinity (Carrie-Anne Moss) é que ela representa a versão feminina do “príncipe encantado” que a princesa precisa para ser salva, e no caso de Matrix, quem assume o papel frágil é Neo. Muito mais do que um par romântico para o escolhido, ela o guia em sua jornada do herói até ele se tornar o salvador. E o que falar do significativo beijo final que faz Neo ser salvo? Só faltou o cavalo branco de Trinity para o simbolismo ficar completo.

 

2. Beatrix Kiddo em Kill Bill:

 

Mulheres4

 

Quentin Tarantino sempre teve apreço por personagens femininas fortes, e seu ápice é em Kill Bill com a memorável Beatrix Kiddo de Uma Thurman. A jornada de vingança da protagonista é uma das mais fantásticas e violentas do cinema, sobrando corpos e membros mutilados pelo caminho.

 

1. Ellen Ripley de Aliens:

 

Mulheres5

 

Com uma trajetória semelhante a da Sarah Connor, Ellen Ripley (Sigourney Weaver) só virou a famosa heroína dos filmes de ação no segundo filme, Aliens, já que o clássico de 79 é um filme de terror. O responsável por esta mudança? Dou um doce para quem conseguir adivinhar. Ripley virou referência quando se analisa mulheres no gênero de ação, e não é para menos, pois precisa de muita personalidade e liderança para enfrentar vários monstros em plena isolação do espaço. Ainda bem que ela não apareceu naquele filme que só prometeu.

 

Honra ao Mérito – Hit-Girl em Kick-Ass:

 

Mulheres7

 

Aparentemente uma frágil menina, Hit-Girl (Chloë Grace Moretz) é o pesadelo de qualquer criminoso. Treinada e sob a proteção do pai Big Daddy, ela não se abateu quando se viu sozinha no mundo, e provou que pode dar conta de organizações criminosas para atingir seu objetivo. É a prova que tamanho não é documento, e pode provocar muita dor.


Obs: Texto escrito em Junho de 2015.