Fixed Apesar do Nickelback ser uma das bandas mais odiadas entre os fãs xiitas do rock que proclamam-se mestres em avaliar qualidade de algo com argumentos vazios e ofensivos, não há como negar que os canadenses durante os anos de trabalho lançaram poderosos hits e excelentes álbuns de rock and roll, principalmente no auge com All The Right Reasons e o meu sempre favorito Dark Horse (a entrega ao hard rock e a produção inspirada de Mutt Lange, mesmo produtor de Back In Black, fizeram deste álbum um dos melhores dos últimos anos). Em Here And Now, a banda já tirou um pouco o pé do rock pesado apresentado nos trabalhos anteriores para investir em mais baladas, muitas sem graça. Um presságio para o novo álbum, No Fixed Address, que investe em um som pop e sucesso garantido nas rádios. Primeiro trabalho em uma nova gravadora (saindo da Roadrunner para a Republic Records, uma divisão da Universal Music), contem as músicas mais comerciais da banda e isso necessariamente não é algo ruim quando se faz direito. Nickel2 Então não irá assustar-se quando ouvir Got Me Runnin Round que parece ter saído de um álbum do Maroon 5 (quando a banda de Adam Levine ainda preocupava-se em tocar) com a inevitável participação de um rapper que dificilmente você se importará em ouvi-lo. Ela e She Keeps Me Up são praticamente irmãs, continuando a pegada funk com efeitos eletrônicos e um pegajoso refrão. Confesso que não canso de ouvi-la. Com este som mais leve, mas que não deixa de ser interessante em certos momentos, a banda ainda apresenta suas baladas como a bonitinha What Are You Waiting For (com grandes possibilidades de enjoar depois de um tempo) e a esquecível Satellite. Quando ouvi pela primeira vez Miss You levei um susto com o refrão meloso e robótico, tirando isso até que é uma bela faixa acústica. Contudo,  o vocalista Chad Kroeger e companhia já fizeram melhor. 142897720LL001_Nickelback_W Para os fãs roqueiros da banda não ficarem na mão, Nickelback bota peso nas guitarras e agressividade no som nas empolgantes Million Miles An Hour (que lembra bastante o início da carreira), a música praxe de protesto Edge Of A Revolution que deve levantar o público nas arenas e  The Hammer s Comin Down que traz uma interessante melodia de teclado. Get Em Up é divertida, mas não passa de uma mistura das excelentes Something In Your Mouth e Bottoms Up. Por último, Believe é o grande hit motivacional e a country rock Sister Sin encerra com dignidade o álbum. É tão legal quando a banda faz uma música descompromissada com qualquer teor crítico ou romântico, apenas para divertir o ouvinte.  Entre acertos e erros, Nickelback troca em No Fixed Address o hard rock que lhe trouxe seus melhores trabalhos para um som mais comercial – “mas a banda já não era comercial?” diriam as pessoas que só conhecem as baladas – em uma aposta de soar contemporâneo em uma nova casa. Sempre sou a favor de mudanças contanto que acertem no endereço. E a banda quase errou feio o caminho.  Tracklist: 01. Million Miles An Hour
02. Edge Of A Revolution
03. What Are You Waiting For
04. She Keeps Me Up
05. Believe
06. Satellite
07. Get Em Up
08. The Hammer s Comin Down
09. Miss You
10. Got Me Runnin Round (feat. Flo Rida)
11. Sister Sin Bom photo Bom.png