PrettyDeste 2010, a banda norte-americana The Pretty Reckless não lançava um álbum de inéditas, e vontade teve. Em 2012, o furacão Sandy destruiu o estúdio de gravação e o material de produção da banda, o que resultou um ano de recomeço para o novo CD que chega agora em 2014 intitulado Going To Hell. Taylor Momsen (vocal, guitarra) lidera a banda na continuidade do bom rock que eles haviam apresentado em  Light Me Up. Não muito diferente do álbum anterior, aqui temos um equilíbrio entre canções mais agressivas, a faixa-título e Sweet Things, com belas baladas, Burn e House On A Hill, além de momentos provocantes como a abertura de Follow Me Down que a atriz Jenna Haze mostra seu talento do cinema pornô. Curioso o contraste que isso faz com o coral de crianças em Heaven Knows, uma das melhores faixas. Provocante e rebelde, o furacão da vez é Momsen.    Tracklist: 01. Follow Me Down
02. Going To Hell
03. Heaven Knows
04. House On A Hill
05. Sweet Things
06. Dear Sister
07. Absolution
08. Blame Me
09. Burn
10. Why’d You Bring A Shotgun To The Party
11. Fucked Up World
12. Waiting For A Friend Nota: Bom PureE nunca seremos realezas/Isso não corre no nosso sangue/Esse tipo de luxo não é para gente/Nós desejamos outro tipo de agitação”. Voltando um pouco no tempo, bem pouquinho, pois só fui descobrir a cantora Lorde (nome artístico de Ella Maria Lani Yelich-O’Connor) semanas atrás, após ela ganhar o Grammy (não, não moro numa caverna). No álbum de estreia, Pure Heroine (lançado em 2013), Lorde canta sobre juventude, status e amizade, entregando uma sensação de liberdade deste mundo artificial que há na sociedade. Ela sabe o que o adolescente precisa ouvir, e deixa mensagens universais independente da faixa etária. A música eletrônica está presente para criar belas melodias, que acompanham a voz marcante (e ainda um pouco infantil) de Lorde, sem nunca tirar o principal foco que são as letras. Canções como Tennis Court, Royals e Team são apenas algumas (e excelentes) provas do talento da cantora de apenas 18 anos, diante um CD que funciona como uma unidade do começo ao fim. E fica claro que a Nova Zelândia não é só O Senhor dos Anéis.        Tracklist: 01. Tennis Court
02. 400 Lux
03. Royals
04. Ribs
05. Buzzcut Season
06. Team
07. Glory And Gore
08. Still Sane
09. White Teeth Teens
10. A World Alone Nota: Foda Orianthi Já que voltei para 2013, vale a pena comentar sobre uma artista que é muito mais do que a guitarrista que tocou com Michael Jackson ou fez dueto com o Steve Vai. Heaven In This Hell, último trabalho de Orianthi, não foge de sua principal característica: um rock com muita presença do blues. Ela esbanja habilidade em riffs e solos (um melhor que o outro), e com a banda de apoio, entrega ótimas músicas como You Don’t Wanna Know, Frozen (viciante demais) e Filthy Blues. E ainda conta com baladas contagiantes como If U Think U Know Me, Rock e Another You, em que revela seu lado pop recheado de refrãos grudentos. Um belo CD para quem gosta de guitarristas ou simplesmente de música boa.   Tracklist: 01. Heaven In This Hell
02. You Don’t Wanna Know
03. Fire
04. If U Think U Know Me
05. How Do You Sleep
06. Frozen
07. Rock
08. Another You
09. How Does That Feel
10. Filthy Blues
11. If U Were Here With Me Nota: Ótimo