Inferno Anjos e Demônios e O Código Da Vinci foram as primeiras obras de Dan Brown que trouxeram ao mundo literário o simbologista Robert Langdon. Difícil alguém nunca ter ouvido falar do segundo livro, que estabeleceu o nome do autor entre os mais bem sucedidos escritores, além de provocar muitas polêmicas.  Nesta época, Dan Brown estabeleceu uma estrutura de narrativa que marcou sua forma de escrever. O professor Langdon é colocado numa situação perigosa onde seu conhecimento histórico e sua memória fotográfica são muito importantes para desvendar o mistério. Correndo contra o tempo e com a ajuda de uma personagem feminina (seu interesse romântico), tem que resolver várias pistas escondidas em obras de artes, sempre tendo uma sociedade secreta envolvida e um assassino preparado para acabar com sua aventura. A fórmula do sucesso está pronta. Inferno3Em O Símbolo Perdido, não teve grandes mudanças, e apesar de não repetir o mesmo sucesso dos outros, tem o meu vilão favorito. O mais interessante nos livros são os assuntos que o autor propõe para reflexão e discussão. Geralmente envolvendo  ciência e religião. Numa leitura gostosa, com capítulos curtos, muitos fatos históricos sobre a História da arte, um entretenimento perfeito para os curiosos. Tudo isso é encontrado no seu quarto livro com Robert Langdon: Inferno. Desta vez, focando bastante na ciência e seu papel para o futuro da humanidade. A religião ainda está presente, mas como plano de fundo quando Langdon explica os fatos históricos, pois para alcançar o seu objetivo, precisará entrar no Inferno de Dante Alighieri, a primeira parte do poema Divina Comédia. Inferno2Algumas evoluções narrativas podem ser encontradas neste novo livro, os antagonistas dependem bastante do seu julgamento para serem rotulados como pessoas más. As justificativas de suas ações são compreensíveis, e você poderá concordar ou não com elas. Não há uma sociedade secreta, e sim uma equipe bem útil chamada Consórcio. E a companheira de fuga, a superdotada Sienna Brooks, se mostra uma personagem apaixonante. Brown continua fazendo ótimas personagens femininas. Só fiquei incomodado com a preocupação do autor em querer surpreender seu leitores toda hora, exagerando numa importante reviravolta. Fazendo a história cair numa interminável explicação. Pode ter certeza que você se sentirá enganado como o protagonista.    Inferno entrega uma competente aventura de Robert Langdon, mostrando as belezas artísticas de cidades como Florença, Veneza e Istambul. As mudanças na narrativa só trouxeram benefícios, mostrando um amadurecimento na escrita e saindo um pouco da mesmice. O ponto de discussão da obra continua instigante como seus antecessores, e te fará pensar e, talvez, temer o nosso futuro. Com um final que lembra Watchmen, me resta fazer a pergunta: será que estamos nos aproximando do inferno de nossa extinção ou temos alguma salvação? “Inferno” Autor: Dan Brown Editora: Arqueiro Categoria: Literatura Estrangeira/Romance Bom photo Bom.png