Firebirth Depois da fatídica morte de seu vocalista Steve Lee, durante uma viagem de moto pelos Estados Unidos, a banda suíça Gotthard decide seguir em frente com o novo vocalista: Nic Maeder. A partir daí começa a velha história das comparações. Ao ouvir o primeiro single, Remember It’s Me, é clara a decisão da banda em ter optado por um frontman que tem um estilo semelhante ao de Steve, especialmente a aspereza da voz. Além disso, trata-se de uma balada bem padrão que fala de falsas expectativas. GHJá o segundo single Starlight que é a faixa que abre o Firebirth, o velho fã dos suíços já começa a se sentir a vontade com o bom e velho hard rock. A canção é animada e tem ótimo refrão. A pegada começa a ficar mais pesada com os riffs de guitarra em Give Me Real. Nic Maeder começar a mostrar a que veio com um áspero grito ao início e interpretação mais agressiva. O peso das guitarras continuam a dominar em Fight, talvez para expressar de forma mais coerente a letra que é sobre ter garra e persistência. Yippie Aye Yay se encontra nessa mesma vibe de forma mais descontraída. Porém, o clima não é só de festa. E para lamentar, ou neste caso, pedir o amor de alguém, é que existem as músicas românticas-e-acústicas-com-uma-pitada-de-piano. Progredindo no clima romântico, dessa vez mais enérgico, entra em cena a música Shine que se trata de uma declaração de amor cheia de metáforas e comparações típicas. Mas chega um momento em que uma pessoa se decepciona com a outra, vem a raiva e aí The Story’s Over chega com mais riffs pesados, um ritmo marcado e "nervoso", botando toda raiva para fora. GH2O guitarrista Leo Leoni é um adepto do talk box deste os tempos de Mountain Mamma (Dial Hard, 1992) e na faixa Right On, assim como em trabalhos anteriores, não poderia deixar de faltar. Em S.O.S, ouvimos  um toque mais intimista na interpretação de Nic nos primeiros versos e o mesmo hard de sempre. Voltando a falar de músicas românticas, Take It All Back é um pedido de desculpas melódico, mas sem drama. E eis que de repente o ritmo acelera e I Can é mais uma música vibrante que celebra a superação. Falando nisso, Firebirth é um belo sinal de superação do trauma e da perda de um dos grandes vocalista de rock – infelizmente não devidamente reconhecido. Contudo, Leo Leoni e companhia, obviamente não deixaram de homenagear Steve Lee e o resultado desta foi Where Are You. Essa é uma música bem suave, simples e bonita que faz várias referências a elementos ligados ao céu, naturalmente, e aqueles típicos questionamentos se existe vida após a morte e, se existe, será que encontraremos aquele que perdemos? Onde está e o que deve estar fazendo agora? Seja qual for a resposta, o fato é que foi uma perda irreparável para o Gotthard, mas Nic Maeder está aí para provar que a vida e o Gotthard continuam em boas mãos. Tracklist: 01. Starlight
02. Give Me Real
03. Remember It’s Me
04. Fight
05. Yippie Aye Yay
06. Tell Me
07. Shine
08. The Story’s Over
09. Right On
10. S.O.S
11. Take It All Back
12. I Can
13. Where Are You Otimo