TWO AND A HALF MEN "Men men men men, manly men men men!
Men men men men, manly men men men!
Men men men men, manly men…
Men men men men, manly men men men!
Men men men men, manly men men men!
Men". Se você acabou cantando a letra acima ou imaginou a clássica abertura, é porque conhece uma das melhores séries de humor da TV norte-americana. Para quem desconhece e gosta de uma comédia com foco no mais puro politicamente incorreto, tem a sua disposição 8 temporadas que mantém um ótimo nível de entretenimento. Mesmo com algumas ressalvas, por exemplo, as precipitadas mudanças nos últimos anos para conferir mais fôlego aos personagens, não foram o bastante para tirar o título de série mais lucrativa de sua época. Two1Criação de Lee Aronsohn e Chuck Lorre (uma referência para sitcoms, independente de sua qualidade como roteirista), Two And a Half Men é sobre o cotidiano de um marco da cultura pop: Charlie Harper (Charlie Sheen). Ele é bem sucedido na profissão, passa a maior parte do tempo entre bebidas e mulheres, não se importa com sua família e procura tirar vantagem em tudo. O sonho perfeito muda quando seu irmão, Alan (Jon Cryer), começa a morar no mesmo teto depois de um divórcio. E como brinde, ganha a visita de seu sobrinho Jake (Angus T. Jones) nos finais de semana. Uma mudança que irá colocar em questão o verdadeiro caráter de Charlie Harper. Se ele tivesse algum, é claro.  TWO AND A HALF MENUm protagonista egoísta, machista, narcisista, viciado em bebida, mulherengo, não poderia ser tão carismático nas mãos de outro ator se não fosse Charlie Sheen. Ainda temos Jon Cryer que a cada episódio dá um show de humor, responsável pelas melhores atuações da série. Tudo ao redor de Angus T. Jones que tem seus brilhantes momentos quando ainda era “pequeno”, onde a inocência de uma criança era a melhor piada. Não poderia esquecer de uma excelente equipe de apoio como os personagens Berta (Conchata Ferrell), Rose (Melanie Lynskey), Evelyn (Holland Taylor) e Judith (Marin Hinkle). Um brilhante elenco que, juntos, garantem 20 minutos de pura diversão do humor negro. O sarcasmo agradece. Obs: Two And a Half Men continuou após a briga entre o produtor Chuck Lorre e Charlie Sheen, resultando na demissão do ator. Na 9ª temporada foi contratado Ashton Kutcher. Ignorei esse fato na resenha, pois a série não foi a mesma depois do conflito, virando a última piada de Chuck Lorre. E de mau gosto.