Eva Depois de anos de expectativa, a sonoridade do próximo álbum se tornou um mistério para os fãs, ainda mais com a saída dos outros músicos que faziam parte da formação original do Evanescence. Ano passado a espera terminou e, com sua banda completamente nova, mostrou que o grupo continua mais vivo do que nunca e sem Ben Moody para quem ainda duvidara. O mais novo trabalho auto-intitulado Evanescence, é de se imaginar que não tenha sido por falta de criatividade: a banda toda renovada e a sonoridade voltou às origens. Há quem diga que essa origem seria de antes do sucesso. Fato é que, em geral, a sonoridade está mais agressiva, o teclado mais integrado às músicas, além do toque sombrio e dramático de costume. Mesmo assim, uma sutil novidade é a dose de otimismo, sobretudo nas canções “What You Want” e “End of a Dream”. “Made of Stone”, “The Other Side” e “Never Go Back” são as “porradas”. Mas a última chama a atenção por começar acelerada e pesada, mas a partir do primeiro refrão, vai se contaminando pela dramaticidade da interpretação de Amy começando a “declinar” e ficar mais intensa. Eva1“Sick” fala sobre revolta, indignação. Já “Oceans” da agonia e da dificuldade de ter que superar uma situação ruim. “Erase This” do arrependimento pelas mentiras e dos erros cometidos no passado e da lamentação por não poder deixá-los para trás. A belíssima “Lost in Paradise” também segue essa linha, só que de forma bem mais melancólica. Para completar, “Swimming Home”: é uma balada como Lost, mas a semelhança termina aí. É uma música completamente diferente das outras faixas, e sinceramente, não consigo entender do que se trata a letra exatamente. Ora penso que é uma pessoa que está voluntariamente sendo abduzida e se despede do amado, ora imagino algo como no final do filme Ghost! Tracklist: 1. What You Want
2. Made of Stone
3. The Change
4. My Heart Is Broken
5. The Other Side
6. Erase This
7. Lost in Paradise
8. Sick
9. End of the Dream
10. Oceans
11. Never Go Back
12. Swimming Home Foda