Dexter01 O primeiro post, depois do Pisovelho completar seu terceiro aniversário, não poderia ser mais especial. Como já tinha avisado anteriormente, vou começar a escrever sobre séries, uma paixão iniciada durante os seis anos que acompanhei Lost. E na estreia, nada mais justo do que uma das minhas séries favoritas: Dexter. A vida através dos olhos de um assassino. Frase melhor não poderia simplificar a adaptação do livro Darkly Dreaming Dexter de Jeff Lindsay que, conforme o passar do  tempo, viu a história na TV seguir seu próprio caminho. Longe de ser um ponto negativo, pois é uma série que envolve um personagem complexo, crimes e uma boa discussão sobre valores da sociedade. O certo e o errado não serão mais fáceis de distinguir. Dexter02Transmitido pelo canal Showtime, Dexter Morgan (Michael C. Hall) é um analista forense da polícia de Miami, especializado em sangue. E divide seu trabalho com um segredo que precisa esconder de todos, principalmente de sua irmã Debora (Jennifer Carpenter). Dexter é um sociopata e, durante seu tempo vago, liberta seu passageiro sombrio diante suas vítimas. Porém, ele usa um código que foi ensinado por seu pai Harry (James Remar). Um código que protege Dexter da polícia e os inocentes dele. Então investiga todos os criminosos que a justiça deixa escapar e os mata, se tornando um tipo de justiceiro. Enquanto vive essas duas vidas, Dexter nunca se sente em uma só. Amado pelas pessoas que o envolve, busca nelas uma tentativa de se tornar uma pessoa melhor. Mas enfrentando as consequências que seus atos possam trazer. Dexter é um assassino. Gostamos dele só porque mata criminosos? Ou porque temos em cada um de nós um pouco de seu passageiro sombrio? Pois não existe mocinho e vilão numa selva banhada por violência.   Trailer: