1984(2) O inglês Eric Arthur Blair, conhecido por seu pseudônimo de George Orwell, teve publicado em 1949, seu maior clássico da literatura chamado 1984. Este livro, analisa uma sociedade em pleno regime totalitário. Sem nenhuma visão de um futuro, quem diria um futuro melhor, acompanhamos a história de Winston Smith. Sua vida é praticamente semelhante da população, pois mesmo vivendo com outras pessoas, a solidão, miséria e falta de liberdade são seus amigos mais próximos. Interessante como 1984 se mantém uma obra atemporal. Em seu emprego, Winston é responsável em modificar todas as informações que poderiam trazer o povo contra o governo, criando uma nova realidade através dos meios de comunicação. Mantendo a população na mais plena ignorância. Se não bastasse isso, as pessoas são observadas pelo partido em nome do Big Brother. Um símbolo de força. Para que ninguém cometa o crime de “pensar” demais. 1984George Orwell nos apresenta uma política interessada apenas no poder. No poder pelo poder. No poder puro. Ou seja, como funciona na grande maioria dos governos. Principalmente naqueles que se cria a ilusão de democracia. O romance desenvolve quando Winston questiona o seu mundo, percebendo que é um prisioneiro e não um cidadão. Culminando num clímax tão impactante como a reunião dos porcos e homens em A Revolução dos Bichos. 1984 é indispensável para entender os meios de manipulação que são usados diariamente contra nós. Para moldar um povo alienado e que não questione seu governo. Uma excelente reflexão sobre que tipo de sociedade estamos nos tornando e se realmente temos o controle sobre nossas vidas. E lembre-se: O Grande Irmão está te observando. “1984” Autor: George Orwell Editora: Companhia das Letras Categoria: Literatura Estrangeira / Romance Foda