Trans1 Confesso aos leitores que esta foi uma das resenhas mais difíceis de escrever. Pois diferente de outras críticas, Transformers não pode ser considerada uma série digna de bons roteiros. Não é a toa que seu diretor tenha sido o “explode cidades” Michael Bay. O primeiro sucesso, responsável por um oceano de dólares ao estúdio Paramount, teve seus aspectos positivos. Soube equilibrar humor, romance, história de origem e ação em doses certas. Resultando um bom blockbuster. Era iminente a continuação e, como a segunda parte foi feita as pressas para cumprir o prazo, A Vingança dos Derrotados é um desastre (até Michael Bay concorda comigo), mas em compensação, sua bilheteria quebrou barreiras e encorajou o desfecho da trilogia. Antes de qualquer comentário, gostaria de realizar uma infame comparação. Você já parou para pensar como é a estrutura de um roteiro pornô? Não importa os diálogos ou o contexto ou a coerência ou qualquer coisa. O importante mesmo é o sexo, sexo e mais sexo. Transformers 3 – O Lado Oculto da Lua é um claro exemplo dessa mesma estrutura citada. O que importa mesmo é os robôs destruindo tudo que veem pela frente. E sem nenhuma precaução. TransQuando for assistir esse tipo de filme, você tem duas opções: desligue o cérebro e tenha muita suspensão de descrença, ou se divirta com os erros grotescos do fraco roteiro de Ehren Kruger e com as ótimas cenas de ação. Com um investimento alto, a produção não poderia ser diferente. É competente nos efeitos visuais. Mostrando o que a última geração da computação gráfica tem de melhor para nos presentear visualmente. A sensação é que você está assistindo o melhor filme da sua vida. Pode ser da sua vida, mas não é do cinema.  Trans3Tirando o fato de ignorar noções de tempo e espaço que Bay faz com excelência como, por exemplo, mostrar que para ir a Lua é só virar a esquina, temos de mais agravante é o motor da história. Sam Witwicky (Shia LaBeouf), salvador do mundo por duas vezes, está desempregado e, depois de dispensar Megan Fox, ainda consegue uma segunda namorada gostosa (Rosie Huntington-Whiteley, contratada apenas para o público masculino como sua antecessora). Complicado acreditar? Então acredite que os seres tão evoluídos dos Autobots trabalham para o governo norte-americano fazendo serviços secretos contra países subdesenvolvidos. Será que fazem a segurança da Casa Branca também? Fora quando descobrem o terrível plano de Megatron para o destruir os humanos. Um plano que incrivelmente demorou três filmes para acontecer sendo que já estava tudo planejado. Hollywood gosta de testar nossa inteligência. Trans2Michael Bay pode elevar o patriotismo norte-americano às alturas, destruir uma cidade inteira, diminuir o Universo e a Terra, realizar cenas exacerbadas de heroísmo com trilhas sonoras maravilhosas, diálogos recheados com frases de auto-ajuda, contudo  que as verdinhas para o estúdio continuem aumentando, será um mestre no que faz. E não vai ter nenhum Optimus Prime para nos defender. Trailer: Transformers – Dark of the Moon
EUA , 2011 – 157 min.
Ação / Ficção científica Direção:
Michael Bay Roteiro:
Ehren Kruger Elenco:
Shia LaBeouf, John Turturro, Josh Duhamel, Tyrese Gibson, Rosie Huntington-Whiteley, Patrick Dempsey, Kevin Dunn, John Malkovich, Frances McDormand, Ken Jeong, Leonard Nimoy, Peter Cullen Ruim