Metamorfose A história de A Metamorfose do livro de Franz Kafka é uma das mais conhecidas mundialmente. Inspirando filmes como o recente Distrito 9 de Neill Blomkamp. A transformação do homem para uma barata é contada de tal maneira brilhante, servindo como uma fábula para o resto de nossas vidas. Pensamos o quanto as pessoas se importam com você por seu bem estar financeiro. Uma sociedade egoísta que se preocupa apenas com seu próprio umbigo é retrata por uma família que ao perceber a deficiência de um ente querido, começa a ignorá-lo e trata-lo como um animal. E com esse espírito melancólico e impactante, o desenhista Peter Kuper traduziu a obra prima de Kafka para os quadrinhos. Metamorfose1 Peter Kuper é conhecido por seu trabalho na revista Mad na qual é responsável pelas tiras de “Spy vs Spy”. Logo no início da HQ, escreve sobre outro artista gráfico chamado Winsor McCay, tendo sua principal característica um traço surreal em seus desenhos. Um cartunista que inspirou o estilo de Kuper. Um estilo que vai dos quadrinhos norte-americanos a uma mistura de expressionismo alemão. Um estilo que casou perfeitamente com a tragédia de Gregor, um caixeiro-viajante que acorda transformado numa barata. E sem condições de realizar qualquer coisa, acaba abandonado por todos que amava. A família que sempre vivia do sucesso de Gregor, começa a trata-lo como um estranho, pois, agora, o diamante virou uma pedra no caminho. Cada quadrinho é uma aula de arte. É uma aula sobre a vida. “A Metamorfose adaptado por Peter Kuper” Autor: Franz Kafka, Peter Kuper Editora: Conrad Categoria: Literatura Estrangeira / Drama Nota: 10