Halloween1 31 de Outubro. Os EUA comemora o seu carnaval mais sombrio: o Halloween. Em vez do samba, entram os doces e as travessuras. E na terra do Tio Sam, as abóboras enfeitam as ruas assistindo as pessoas fantasiadas curtirem a festa. Hollywood sempre gostou de associar esse dia com seus filmes de terror. E para aproveitar essa data comemorativa, a seleção que fiz desta vez foram dos principais ícones do terror norte-americano que tanto nos assombraram, principalmente, nos anos 80. Com toda a sua violência plástica, sustos gratuitos, trilha sonora crescente e as vítimas sempre correndo para o pior lugar prestes a encontrarem a morte. Lembrando que os personagens abaixo marcaram sua história no cinema por toda a sua mitologia explorada em vários filmes. Desnecessários ou não, dependendo de qual for a história, mataram muita gente e espalharam litros de sangue pelo set de filmagem. 5. Jigsaw – Jogos Mortais Jigsaw A série Jogos Mortais, principalmente o primeiro filme, mudou o padrão dos filmes de serial killer mostrando um psicopata que não mata suas vítimas. Ele propõe escolhas e deixa seus prisioneiros decidirem o valor de suas vidas. É uma pena a série ter perdido esse pensamento com o passar do tempo, mas, mesmo assim, Jigsaw (Tobin Bell) merece seu lugar nessa lista por suas geniais e macabras armadilhas, mutilando vidas por causa de seu ideal doentio. 4. Michael Myers – Halloween Halloween Pela segunda vez, John Carpenter aparece na minha lista. Agora com outro clássico. Usando todo o clima sombrio do Halloween, John nos apresenta Michael Myers, um assassino foragido do hospício(depois de 15 anos) volta para a sua cidade natal, trazendo com ele uma onda de terror e mortes. Por curiosidade, foi o primeiro filme da atriz Jamie Lee Curtis. Bom começo. Ou não. 3. Jason Voorhees – Sexta-Feira 13 Jason O rei do trash. Jason Voorhees com certeza foi o assassino que mais litros de sangue derramou por onde apareceu. Em toda Sexta-Feira 13, Jason estava sempre pela espera de jovens cheios de vida para lhes dar a morte nos arredores do acampamento Crystal Lake. Lugar onde morreu afogado e depois viu sua mãe ser morta, amaldiçoando o local com toda a sua sede de vingança. Pois lembre-se do lema “Eles foram avisados. Eles estavam condenados. E na Sexta-Feira 13, nada os salvará”. 2. Freddy Krueger – A Hora do Pesadelo Freddy “Um, dois, O Freddy vem te pegar,
Três, quatro, é melhor trancar a porta.
Cinco, Seis, Agarre seu crucifixo,
Sete, oito, fique acordado até tarde.
Nove, dez, não durma nunca mais”.
O meu personagem preferido. Sua arte é única. Quando vivo já era desprezivel abusando e assassinando crianças. Depois de ser queimado pelos pais das vítimas, voltou através dos sonhos, trazendo um terror psicológico de tirar o chapéu. Freddy Krueger (Robert Englund) é sádico, irônico, se diverte matando as pessoas, sente um enorme prazer no que faz. Personificação perfeita do mal. Pois com ele, sonhos se tornaram pesadelos sem volta. 1. Os Mortos-Vivos – George A. Romero Mortos Pense rápido: quantos filmes de mortos-vivos existem por aí? Difícil? Realmente são muitos. Até na comédia já foram explorados. Mas como plano de fundo para uma crítica social nos filmes de George A. Romero é aonde eles ganharam sua melhor definição. Seres que voltaram ao mundo dos vivos, com fome de carne humana e um grande poder de se multiplicar através do contagio. Eles podem não ser fortes como os outros já citados, mas a união faz de seu maior poder. Podem estar em qualquer lugar, podem destruir a humanidade. A única saída da vítima é apenas sobreviver. Honra ao Mérito. Ghostface – Pânico Panico Nos anos 90, o filme Pânico, dirigido por Wes Craven (o responsável pelo surgimento de Freddy Krueger nos cinemas), revitalizou o gênero. Com seu enorme sucesseo de bilheteria e crítica, acabou se tornando modelo para uma moda de futuros filmes denominados terror-ten. Mais nenhum conseguiu  ser mais importante e marcante do que Ghostface. Depois dele, atender o telefone para discutir sobre filmes de terror seria início de uma noite trágica. Só não seria se você tivesse um bom preparo físico para correr. Mesmo assim, como todos os serial killers, estaria sempre a sua frente pronto para te matar.