5 Love. Depois que as luzes apagaram, essa palavra surgiu no enorme telão junto com outras palavras referentes a vida, anunciando a chegada da banda. E quando a imagem dos quatro integrantes surge diante de 70 mil pessoas, a emoção não coube dentro do Morumbi. E no dia 6 de Outubro de 2010, São Paulo entrou para a história do rock. Bon Jovi entrou para a história dos seus fãs brasileiros. 2Os primeiros acordes de “Blood on Blood” são ouvidos, juntos com o delírio (gritaria) dos fãs que esperaram 15 anos para ter a oportunidade de ver seus ídolos de perto. A banda mesclou em seu setlist, músicas antigas e novas sem que caísse o nível da energia ali presente. A adrenalina do público e da banda era algo visível. A empolgação que os brasileiros demostravam, era recompensada em cada canção, com o mesmo calor recebido. E para começar a banda emendou, além da primeira, mais 4 músicas para não deixar ninguém parado como “We Weren’t Born To Follow” (com imagens de Chico Mendes e Pelé no telão), “You Give Love A Bad Name”, “Born To Be My Baby” (estava quase surtando nessa hora) e “Lost Highway”. Confesso que não aguentava mais pular e cantar (gritar). Olha que ainda era o ínicio de uma noite que prometia, e muito. O descanso veio com músicas mais calmas, mas não menos explosivas em seus refrões como “Superman Tonight” e “In These Arms”. Consegui relaxar nas duas próximas, a simpática “Captain Crash And The Beauty Queen From Mars” e a belíssima (ficando mais linda ao vivo) “When We Were Beautiful”, que deixou todos vidrados olhando para o palco, observando a entrega do Jon na performance. Sendo que Jon Bon Jovi é um mestre como frontman. Tem o público na sua mão e sabe interagir como poucos. 7O show deu muitas oportunidades para qualquer pessoa ter um desmaio de tanta emoção ou, principalmente, desidratação. Uma aula de rock and roll. Por isso, se eu não tivesse tomado água, teria desmaiado na sequência matadora  que estava para fazer o Morumbi tremer. “Runaway”, “We Got It Goin On” (o guitarrista Richie Sambora, sempre aclamado, até filmou o público cantando o coro da música), “It’s My Life”, “Bad Medicine W/ Pretty Woman & Shout” e, para finalizar, “Lay Your Hands On Me” na voz de Richie. 6Já era o dia mais feliz da minha vida por estar no show. Mas quando o baterista Tico Torres fez a introdução de “Always”, foi um sentimento que até agora estou tentando encontrar palavras para descrevê-lo. E se esse clássico era motivo para todos estarem em total êxtase,  “Blaze Of Glory” e “I’ll Be There For You” fecharam o pacote e pagaram cada centavo do ingresso. O final da primeira parte do show foi como começou, agitado e levando o público a pular cada vez mais, desta vez em “Have A Nice Day”, “I’ll Sleep When I’m Dead” (mostrando toda a habilidade de David Bryan nos teclados) , “Work For The Working Man”, “Who Says You Can’t Go Home” e a fantástica “Keep The Faith”, fazendo a cidade de São Paulo sentir a presença da banda no estádio. Mesmo com a parcial despedida da banda, todos sabíamos que era a hora do bis. Hora das surpresas. Como se a apresentação já não tivesse sido perfeita. Porém nada é perfeito até a ficha de todos caírem e acreditarem que “These Days” estava sendo tocada. Uma música atemporal, uma verdadeira aula de composição. Em seguida, mais três clássicos, mas antes de “Wanted Dead or Alive”, “Someday I’ll Be Saturday Night” (onde Jon mostrou estar com o diabo no corpo) e o hino máximo “Livin’ On A Prayer”, Tico Torres recebeu os parabéns dos fãs pelos seus 57 anos. 30E se você pensa que o show havia acabado depois da despedida com tchauzinho e agradecimento ao público, está enganado. Eles ainda se reuniram e ficaram discutindo sobre tocar mais alguma música (puro teatro). E depois da enrolação, “Bed Of Roses” encerrou aquela noite que fará parte da vida daquelas pessoas como as músicas da banda já fazem. Resumindo, os 25 anos de estrada, de altos e baixos, só melhoraram a presença de palco que esses quatro velhos garotos demostram em seus shows. E pode ter certeza que eles ainda tem muito para contribuir com suas músicas. Pois naquela noite, eu vi e ouvi quatro caras tremendo um país inteiro. 27 Setlist: 1. Blood On Blood
2. We Weren’t Born To Follow
3. You Give Love A Bad Name
4. Born To Be My Baby
5. Lost Highway
6. Superman Tonight
7. In These Arms
8. Captain Crash And The Beauty Queen From Mars
9. When We Were Beautiful
10. Runaway
11. We Got It Goin On
12. It’s My Life
13. Bad Medicine W/ Pretty Woman & Shout
14. Lay Your Hands On Me – Richie On Lead Vocals
15. Always
16. Blaze Of Glory
17. I’ll Be There For You
18. Have A Nice Day
19. I’ll Sleep When I’m Dead
20. Work For The Working Man
21. Who Says You Can’t Go Home
22. Keep The Faith Encore:
23. These Days
24. Wanted Dead Or Alive
25. Someday I’ll Be Saturday Night
26. Livin’ On A Prayer Encore II:
27. Bed Of Roses