O que acontece em Las Vegas, fica em Las Vegas.” Mesmo se você acordar com a suíte totalmente destruída. Com pequenos detalhes sem importância como uma galinha zanzando pela bagunça, um tigre observador no banheiro e um bebê perdido no armário. E para ficar melhor nesse cenário totalmente surreal, não conseguir lembrar de nada. Para piorar, além da falta de memória, é a forte ressaca. E essa ressaca é a consequência da melhor comédia de 2009.

Vencedor do Globo de Ouro na categoria melhor comédia ou musical, Se Beber Não Case é uma inspirada e criativa comédia de Todd Phillips (Dias Incríveis). Junto com os roteiristas Jon Lucas e Scott Moore, conseguiram criar uma comédia que nos prende pelo seu mistério e situações cada vez mais bizarras. E mostrar como a amizade masculina é divertida e, ao mesmo tempo, pode ser perigosa com alguns litros de álcool garganta abaixo.

O filme se desenrola como um caça ao tesouro e esse tesouro é o noivo Doug (Justin Bartha). A véspera de seu casamento, junto com seus amigos Phil ( Bradley Cooper), Stu (Ed Helms) e acompanhados pelo “estranho” irmão da noiva Alan (Zach Galifianakis) vão festejar a despedida de solteiro em Las Vegas, a cidade do pecado. E depois de uma noite alucinante, Doug acaba desaparecendo deixando seus amigos desesperados (e com ressaca) em encontrá-lo antes do casório ou da forca segundo Phil.

Nada melhor que Vegas para se perder alguém. A cidade foi projetada para que seus visitantes perdessem a noção do tempo, sem utlização de relógios e artifícios de iluminação para enganar a noite. Além de proporcionar prazeres para qualquer tipo de pessoa. Como as prostitutas e Cassinos que são todos conectados por túneis para não deixar você sair da imersão daquele mundo de jogos, formando um belo labirinto. E num lugar assim, que os amigos irão juntar as migalhas deixadas e encontrar o tesouro.

Cada pista, cada migalha, cada pedaço do quebra-cabeça encontrada é uma cena totalmente pirada, porém que aos poucos vão fazendo sentido. E quanto mais trilham pelo mapa da perdição, as piadas vão ficando cada vez melhores e a vergonha alheia cada vez maior. Com certeza, Zach Galifianakis é a sensação e vale a pena conferi-lo em cada quadro do filme. Simplesmente genial. Sem esquecer de citar, a engraçada e gostosa stripper interpretada por Heather Graham.

Não vou escrever mais nada que entregue muito a trama, pois como vocês sabem: “O que acontece em Las vegas, fica em Las vegas”.

Nota: 10